Casos de osteoartrite dobram de número em 30 anos, diz estudo

Um artigo publicado no início deste mês na revista científica Arthritis & Rheumatology mostrou que a osteoartrite (OA), uma doença crônica que provoca dor nas articulações, redução da mobilidade e perda de função, permanece como um dos grandes problemas de saúde pública em todo o mundo nas últimas décadas.

A evolução temporal dos dados foi compilada do relatório Carga Global de Doenças 2019, um consórcio que reuniu mais de 7 mil pesquisadores em mais de 156 países, o que permitiu avaliar resultados em níveis globais, nacionais e regionais sobre a doença.

Dessa forma, taxas de prevalência padronizadas por idade (ASR na sigla em inglês) e suas alterações percentuais anuais foram usadas para construir tendências seculares da OA durante três décadas, catalogadas por faixas etárias, sexos, regiões, países e territórios, bem como os tipos de articulações afetadas.

Resultados da pesquisa

Joelhos estão entre locais mais afetados pela osteoartrite (Fonte: Shutterstock)Fonte:  Shutterstock 

A análise dos dados revelou que os casos globais de OA mais que dobraram (113,25%) entre os anos de 1990 e 2019, passando de 247,51 milhões para 527,81 milhões. Durante o período analisado, os principais locais afetados pela doença foram o quadril e o joelho. A prevalência da doença aumentou com a idade e foi maior em pessoas do sexo feminino.

A conclusão foi que a prevalência de OA não só aumentou, como diversificou-se globalmente.

ARTIGO Arthritis & Rheumatology – DOI: doi.org/10.1002/art.42089.

Veja a postagem original em: TecMundo

Compartilhe