Caçador de leões, elefantes e girafas é assassinado a tiros na África do Sul

O chefe de uma empresa que organiza viagens de caça, Riaan Naude, de 55 anos, foi assassinado em Marken Road, na província de Limpopo, na África do Sul. O corpo foi encontrado ao lado de uma caminhonete que a vítima usava para caçar leões, elefantes, girafas, entre outros animais. De acordo com a organização sem fins lucrativos Heritage Protection Group, dois suspeitos teriam abordado o caçador, que parou na beira de uma estrada para concertar o veículo, e atirado contra ele. Na caminhonete de Naude, foram localizados dois rifles de caça. A polícia investiga o caso para descobrir a motivação do crime e identificar os suspeitos. A Pro Hunt Africa, empresa da vítima,  cobrava até US$ 2.500 por excursões de caça, sendo US$ 350 por dia para caçar, US$ 2.500 por crocodilo e US$ 1.500 por uma girafa.

___


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe