Bolsa tem quinto dia consecutivo de alta e fecha acima dos 99 mil pontos; dólar encosta nos R$ 5,50

O Ibovespa, principal índice da Bolsa de Valores de São Paulo, teve o quinto dia consecutivo de alta nesta quinta, 21, e voltou a ficar acima do patamar de 99 mil pontos. No total, a subida foi de 0,76% e o indicador fechou em 99.033 pontos. Ao longo do dia, os investidores passaram a apostar em ativos de risco com a temporada de balanços das empresas nos Estados Unidos não trazendo novidades negativas, movimento que puxou para cima o mercado brasileiro. As ações da Vale, por exemplo, subiram 1,75% após quedas recentes, mesmo com o minério de ferro em baixa. Papéis de bancos e instituições financeiras também avançaram. Por outro lado, a Petrobras recuou, acompanhando o preço internacional do petróleo – a commodity caiu 2,83% no mercado internacional (US$ 103,86 o barril do tipo Brent), e as ações ordinárias e extraordinárias da estatal caíram 1,1% e 0,55%, respectivamente. Em Nova York, Dow Jones, S&P 500 e Nasdaq subiram, respectivamente, 0,51%, 0,99% e 1,36%.

O dólar, por sua vez, voltou a subir e encostou nos R$ 5,50 – fechou o dia em R$ 5,49, com ganho de 0,66% durante o dia. A cotação da moeda foi afetada, principalmente, pela decisão do Banco Central Europeu de elevar as taxas de juros da zona do euro em 0,5 ponto percentual, o que enfraqueceu as divisas dos países emergentes como o Brasil. As incertezas políticas e fiscais do próprio Brasil também influenciam no resultado e atrapalham o real. Na máxima do dia o dólar comercial foi a R$ 5,5144, maior nível desde 25 de janeiro. No exterior, o índice DXY, que mede o movimento do dólar contra uma cesta de seis moedas de países desenvolvidos, recuou 0,45%, aos 106,59 pontos.

 


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe