Biden emite alerta aos norte-americanos que estão na Ucrânia: “Saiam imediatamente”

O presidente dos Estados Unidos (EUA), Joe Biden, concedeu uma entrevista a rede de televisão NBC News nesta quinta-feira, 10, e pediu para que os cidadãos norte-americanos que estejam na Ucrânia “saiam imediatamente” do país. Isso porque a Rússia não recuou em seu desejo de invadir o território ucraniano. “Cidadãos americanos devem sair [da Ucrânia] imadiatamente. Não é como se estivéssemos lidando com uma organização terrorista. Estamos lidando com um dos maiores exércitos do mundo. É uma situação muito diferente e as coisas podem sair do controle rapidamente.” O mandatário, porém, afirmou que não enviará tropas de resgate ao local, pois o movimento poderia resultar em um conflito global. “Estamos em um mundo muito diferente do que já estivemos. Não há [a intenção de enviar resgate]. Quando os americanos e a Rússia começam a atirar um no outro, isso é uma guerra mundial.”

Naa última quinta-feira, 9, o Departamento de Estado norte-americano emitiu um comunicado onde afirma que os Estados Unidos “não poderão evacuar cidadãos americanos em caso de ação militar russa em qualquer lugar da Ucrânia” e informou que as atividades nos consulados, que prestam serviços para os cidadãos que buscam deixar o país, seria “severamente impactado”. De acordo com o governo Biden, caso os militares russos optem por invadir a Ucrânia, a capital Kiev seria ocupada em até 48 horas. Porém, o mandatário dos EUA salientou que se Vladimir Putin, presidente da Rússia, é “tolo o suficiente para entrar, ele é inteligente o suficiente para, de fato, não fazer nada que possa impactar negativamente os cidadãos americanos”.


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe