Bateria Oceânica: a nova forma sustentável de armazenar energia no fundo do mar

A bateria oceânica é considerada uma nova forma sustentável de armazenar energia no fundo do mar, desenvolvida pela empresa holandesa Ocean Grazer.

A tecnologia com a capacidade de armazenar energia renovável no fundo do mar foi apresentada no último CES 2022, em Las Vegas, nos Estados Unidos.

Batizada de “Ocean Battery”, se trata de um novo sistema hidráulico que é bombeado em uma caixa, responsável por disponibilizar o armazenamento de energia ecologicamente correto até a escala de GWh.

 

Saiba mais sobre a bateria oceânica baseada em barragens hidrelétricas

 

Segundo a empresa, esse mecanismo é baseado nas barragens hidrelétricas, ao bombear água dos reservatórios rígidos de baixa pressão para as bolsas flexíveis, localizadas no fundo do mar.

Posteriormente, essa energia é armazenada como energia potencial na forma de água sob alta pressão, e quando há uma demanda de energia, essa água flui de volta das bolsas para os reservatórios, e conduz várias turbinas hidrelétricas para gerar eletricidade.

Ela deverá ser uma solução gradual e modular para o armazenamento de energia, produzida por fontes renováveis, assim como turbinas eólicas e parques solares flutuantes.

 Benefícios da tecnologia

 

Ao aplicar a tecnologia das barragens elétricas, a Ocean Grazer garantiu uma longa vida útil (de décadas), além de uma eficiência de armazenamento de até 80%.

Além disso, também se trata de uma tecnologia que não requer materiais escassos, e somente utiliza água limpa como portadora de energia, projetado especialmente para melhorar a vida marinha.

Outro grande diferencial está em sua bateria que fornece armazenamento de energia em escala de serviço público na fonte.

Desse modo, pode ser instalada em parques eólicos offshore, sejam eles existentes ou novos, reduzindo picos de carga locais na rede, combinando oferta e demanda como um dos grandes benefícios da bateria oceânica.

Fonte: Click Petróleo e Gás

Imagem em destaque: Foto/Reprodução Ocean Grazer

 

Veja a postagem de horigem em: Engenharia Hoje