Banco Central Europeu pode aumentar juros em mais de 25 pontos base em setembro, diz vice-presidente

O Banco Central Europeu pode aumentar a taxa de juros em mais do que os previstos 25 pontos base (0,25 ponto percentual) em setembro, afirmou nesta segunda, 4, o vice-presidente da instituição, Luis de Guindos. A magnitude do aumento depende da atualização das perspectivas de inflação no médio prazo. “Olhando mais adiante, indicamos que uma trajetória gradual, mas sustentada, de novos aumentos nas taxas de juros será apropriada, com base em nossa avaliação atual. O ritmo com que ajustaremos nossa política monetária dependerá dos dados recebidos e de como avaliarmos a evolução da inflação no médio prazo, em linha com nosso compromisso com nossa meta de 2%”, destacou Guindos, em discurso no Frankfurt Euro Finance Summit.

A inflação continua sendo uma das preocupações do bloco europeu: o índice atingiu 8,6% em junho, o mais alto da série histórica iniciada em janeiro de 1997. O resultado foi puxado principalmente pelo custo da energia, em alta no continente após a invasão da Ucrânia pela Rússia. Guindos, no entanto, espera melhoras relativas ao aumento de preços para além das trazidas pela alta de juros. “Esperamos que a moderação dos custos de energia, o alívio das interrupções no fornecimento relacionadas à pandemia e a normalização da política monetária levem a inflação a retornar à meta de 2% no médio prazo. Porém, os riscos em torno da inflação estão altos”, avaliou.


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe