Aviões de passageiros viraram aeronaves de carga: confira

A Embraer anuncia que haverá um contrato para conversão de até 10 aeronaves E-Jets em aviões de carga (P2F, na sigla em inglês). No centro do movimento veículo que pertence a atual frota do cliente, não identificado pela nota da empresa brasileira.

Portanto, esse é o primeiro contrato que a Embraer firma para a convenção de E-Jets e o segundo acordo para esse tipo de operação. A Embraer e a Nordic Aviation capital (NAC) anunciaram um acordo para ter até 10 posições de conversão para os jatos E190F/E195F.

Confira: tratamento de esgoto que promete ter menos danos à natureza

Convenções para aviões

E nas instalações da Embraer serão realizadas as convenções para aviões cargueiros, no Brasil em são José dos campos (SP), as entregas começaram em 2024. Contanto, esses procedimentos incluem a porta de carga dianteira principal, os sistemas de movimentação de carga, e o reforço do piso.

A Embraer já entregou mais de 1.600 aviões E-Jets em todo o mundo, os clientes P2F se beneficiarão de uma rede global de serviços madura e bem estruturada. Então, além de contar com um amplo portfólio de produtos disponíveis para apoiar suas operações desde o primeiro dia.

Leia também: caminhões andando sozinho nos Estados Unidos, Confira os detalhes

Carga útil estrutural máxima

Combinando os compartimentos inferior e superior. Então, a carga útil estrutural máxima é de 13.150 kg para os aviões E190F e de 14.300 kg para o E195F. Portanto, considerando a densidade de carga tipica do comércio eletrônico. 

A Embraer esta vislumbrando três grandes oportunidades: as atuais aeronaves de cargas de fuselagem estreita são antigas, ineficiente, altamente poluentes. Portanto, eles estão na lista de aviões que Irá para a reforma ou aposentadoria. Então, a transformação continua de intersecção entre comércio, negocio e logística. 

A vida útil dos aviões E-Jets

Portanto, a convenção completa para carga, prolongara a vida útil dos aviões E-Jets mais maduros por aproximadamente 10 a 15 anos, e incentivara a substituição por aeronaves mais eficientes, mais sustentáveis e muito mais silenciosas os E-Jets de carga terão 50% a mais de capacidade.

Confira: como descartar de forma correta o lixo eletrônico? Confira aqui

Veja a postagem de horigem em: Engenharia Hoje

Compartilhe