Atualização do Windows 11 pode causar falha no modo de segurança

Uma atualização do Windows 11 disponibilizada no final de abril pode causar problema no modo de segurança do sistema operacional, fazendo a tela piscar ao acionar o recurso. O bug foi confirmado pela Microsoft nesta segunda-feira (2).

Oferecida opcionalmente aos usuários, a atualização cumulativa KB5012643 trouxe diversas melhorias e correções de vulnerabilidades. No entanto, também acabou introduzindo, acidentalmente, um bug na ferramenta de segurança utilizada para solucionar determinados problemas no software.

A falha foi detectada primeiro por pessoas que baixaram e instalaram o update. Elas relataram, no Twitter e em fóruns online, que a tela do computador piscava sem razão aparente, ao abrir o modo de segurança do Windows 11, impedindo a utilização do Explorador de Arquivos, da barra de tarefas e do menu Iniciar, entre outros recursos.

Uma atualização de emergência para corrigir o problema já foi lançada.Fonte:  Unsplash 

Nas máquinas afetadas pelo problema, aparece a seguinte mensagem no log de eventos do sistema: “O shell parou inesperadamente e o explorer.exe foi reiniciado”. Depois de muitas reclamações, a desenvolvedora admitiu a existência do bug, mas não forneceu maiores detalhes a respeito da sua causa.

O que fazer?

Segundo a Microsoft, a falha no modo de segurança do Windows 11 só ocorre quando a funcionalidade é acionada na opção “Modo de segurança sem rede”, ou seja, com a internet desligada. Dessa forma, basta selecionar a alternativa “Modo de segurança com rede” caso precise utilizar a ferramenta, para evitá-la.

Além disso, a gigante de Redmond informou ter lançado uma atualização de emergência do lado do servidor para corrigir a falha até o lançamento da próxima compilação. Pode demorar até 24 horas para que a solução seja disponibilizada automaticamente para todos os dispositivos, talvez sendo necessário reiniciar o PC para a sua aplicação.

Usuários corporativos do sistema afetados pelo problema podem ter que instalar e configurar a Diretiva de Grupo especial, seguindo as orientações na página da Microsoft, para corrigir a falha.

Veja a postagem original em: TecMundo

Compartilhe