Athletico-PR anuncia retorno de Fernandinho e admite chance de contratar Daniel Alves

O Athletico-PR oficializou na tarde desta segunda-feira, 27, a contratação do meio-campista Fernandinho – o acordo vai até o fim de 2024. Revelado nas categorias de base do Furacão, o volante deixou a Arena da Baixada em 2005, quando foi vendido ao Shakhtar Donetsk. Em 2013, o jogador foi transferido para o Manchester City, onde tornou-se um dos maiores ídolos da história dos “Citizens”, ganhando quase todos os títulos possíveis ao lado de Pep Guardiola. Após não renovar o contrato com os ingleses, o atleta acertou o retorno para a equipe paranaense. Ao lado do presidente Mario Celso Petraglia, o defensor de 37 anos admitiu encerrar sua carreira no conjunto paranaense.

“Sem dúvida estou realizando um desejo pessoal, um sonho de voltar a vestir a camisa do Athletico. Estabelecer uma marca que encerrarei minha carreira jogando por apenas três clubes: dois na Europa e um no Brasil”, disse Fernandinho, que só poderá voltar a vestir a camisa do time em 18 de julho, quando a janela de transferência do Brasil será aberta. “Muito feliz, agradeço a minha família, que me apoiou desde sempre nessa decisão. Não só o meu coração, mas o de todos nós acabou falando mais alto nesse momento. Tivemos inúmeras propostas, de vários clubes diferentes, do Brasil e de fora. Mas a decisão mais sensata foi voltar para casa e tentar entregar o meu melhor aqui no Athletico agora”, acrescentou, em entrevista coletiva.

Na conversa com a imprensa, o presidente do Athletico admitiu que pode anunciar a contratação de Daniel Alves, lateral-direito que está sem contrato desde a metade do mês, quando não teve seu contrato renovado pelo Barcelona. Em busca de garantir uma vaga na seleção brasileira para a Copa do Mundo de 2022, o veterano já foi avisado por Tite que precisa jogar em alguma liga qualificada. “Ele precisa jogar em um clube de altíssimo rendimento. Estamos competindo em três campeonatos seríssimos: Copa do Brasil, Brasileirão e Libertadores. O sonho dele é ser convocado outra vez pela seleção, quer ser campeão, levantar a taça”, explicou Petraglia, que também admitiu a complexidade do negócio. “Acho muito difícil, pelas propostas que ele tem, não tem vínculo nenhum conosco. O sonho dele é a seleção. Diria que [a chance de vir ao Athletico] é zero? Não. Mas é muito próximo”, emendou.


Fonte: Jovem Pan

Compartilhe