Aparelho promete avisar chegada do fim do mundo com 1 hora de antecedência

Eficiente em detectar e comunicar instantaneamente mudanças ambientais, a internet das coisas (IoT) pode ser uma ótima ferramenta para prever desastres naturais. No mês passado, um anúncio de brincadeira de um novo dispositivo imaginário – chamado Exaluminal – levou o conceito a outro nível ao anunciar a possibilidade de notificar, com até uma hora de antecedência, a possibilidade de a Terra ser destruída por uma supernova.

Definida no site do produto como uma “explosão cataclísmica de uma estrela massiva no final de sua vida”, a supernova é um fenômeno que ocorre duas a três vezes por século em galáxias como a Via Láctea.

A boa notícia é que dispositivo não passa de uma piada, um detalhe importante para quem leu essas informações até aqui, visto que a aplicação seria totalmente inútil para quem recebesse o alarme, mas plenamente possível para a IoT.

Os especialistas envolvidos no desenvolvimento do Exaluminal explicam que a quantidade de energia emitida por uma supernova em poucos segundos é maior do que o nosso Sol irradiará em toda a sua vida de bilhões de anos.

O Exaluminal se conecta a uma tomada comum de parede e à internet através da rede local. (Fonte: Exaluminal/Divulgação.)Fonte:  Exaluminal 

Como funcionaria o Exaluminal?

O colapso do núcleo de uma supernova pode emitir cerca de 1058 neutrinos. Assim que se conecta à sua rede, o Exaluminal passa a receber informações do serviço Extraluminal que consegue determinar a produção dessas partículas subatômicas, interligando meia dúzia de observatórios – como o Super-Kamiokande do Japão – para um acompanhamento constante.

Assim que uma supernova local é detectada, o Exaluminol aciona um alarme de forma eficiente, porém discreta: ele se conecta aos seus alto-falantes inteligentes, como a Alexa, para reproduzir automaticamente a música “It’s The End Of The World As We Know It”, da banda norte-americana R.E.M.

Veja a postagem original em: TecMundo

Compartilhe