Sede da Anvisa, em Brasília| Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) anunciou neste domingo (2) que fará investigações sobre a possibilidade de violação de protocolos por parte de navios de cruzeiro que estão ancorados na costa brasileira e registraram surtos de Covid-19 entre seus passageiros. As informações são de reportagem do portal G1.

Segundo a Anvisa, os responsáveis pelas embarcações podem ser enquadrados em termos da Lei 6.437/1977, que aborda punições a infratores da legislação sanitária federal, e da Resolução 574 da agência, redigida em outubro, que cita requisitos para o funcionamento de cruzeiros. Entre as punições possíveis está a obrigatoriedade da suspensão das atividades dos navios.

Os navios Costa Diadema, MSC Preziosa e MSC Splendida registraram casos de Covid-19 entre seus tripulantes e passageiros, e desde então estão sob supervisão das autoridades.