Acelen investirá R$ 500 milhões na Refinaria de Mataripe (antiga RLAM), na Bahia com a estimativa de gerar até 4 mil vagas de emprego

Acelen investe na infraestrutura da Refinaria de Mataripe – imagem: Divulgação

A Acelen anunciou nesta terça-feira (19) que aplicará um investimento de R$ 500 milhões na Refinaria de Mataripe (Antiga RLAM) situada na Bahia e projeta que até 4 mil empregos sejam gerados nos picos da obra.

A Acelen, braço do fundo de investimentos Mubadala Capital, anunciou nesta terça-feira (19) um aporte de R$ 500 milhões voltados para a Refinaria Mataripe (Antiga RLAM), na Bahia, com a estimativa de gerar milhares de vagas de emprego. Os recursos serão aplicados no ciclo de paradas programadas da manutenção da unidade durante o próximo ano. A estimativa é que 4 mil empregos sejam gerados pela Acelen no pico das atividades, o que deve acontecer ainda em outubro deste ano.

Refinaria de Mataripe (antiga RLAM) se tornará mais competitiva na Bahia

Celso Ferreira, Vice presidente de operações da Acelen, afirmou que os investimentos serão utilizados, além de gerar vagas de emprego, para gerar uma competitividade maior para a Refinaria de Mataripe, que foi a primeira a ser vendida pela Petrobras em seu programa de desinvestimentos no setor de refino. Das 26 unidades de produção da antiga RLAM na Bahia, 11 passarão por paradas programadas.

A ideia da empresa é expandir os níveis de operação, que tiveram registros de 65% no último ano, para mais de 97% de capacidade instalada. A Acelen acredita que, por meio de novos investimentos, será possível gerar novos produtos, expandir sua produção para outros mercados e otimizar o atendimento aos seus clientes, além de gerar novas vagas de emprego na Bahia.

Vale ressaltar que a empresa administra a Refinaria Mataripe, sendo responsável por 30% da produção industrial da Bahia e respondendo por cerca de 20% da arrecadação de ICMS no estado.

Entenda os detalhes sobre a venda da Refinaria de Mataripe para a Acelen

Em 30 de novembro de 2021, a Petrobras concluiu a venda da Refinaria de Mataripe para o fundo Mubadala Capital, após que foram cumpridas todas as condições contratuais, a venda foi finalizada com o pagamento de US$ 1,8 bilhão.

Na época, o presidente da estatal, Joaquim Silva e Luna, afirmou que a operação de venda é um marco essencial para a Petrobras e para o setor de combustíveis no país e acredita que, com novas empresas atuando na refinaria, o mercado será mais competitivo e haverá mais investimentos, gerando a consolidação da economia e trazendo benefícios à sociedade como vagas de emprego e renda.

Além disso, também compõe o compromisso fechado pela Petrobras com o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) para que o mercado de refino seja aberto. Vale lembrar que a Acelen é uma empresa desenvolvida com foco na operação da RLAM, atual Refinaria de Mataripe, na Bahia. Na época, o Mubadala Capital emitiu a promessa de manter a qualidade de operação do ativo, além de assegurar o abastecimento do mercado que precisa da refinaria.

Conheça a Acelen

A Acelen, cujo nome vem da junção das palavras excelência, energia e aceleração, tem como compromisso investir, evoluir e gerar novas oportunidades. A empresa busca sempre desenvolver o setor de energia, sempre com excelência e com as melhores práticas globais, promovendo o desenvolvimento do mercado, da sociedade, da Bahia e de seus colaboradores.

Sempre focando no futruro, a empresa conta com profissionais com uma grande experiência nas áreas de petróleo e gás, distribuição de combustíveis, química, logística, petroquímica, bioenergia, operações complexas e de grande porte, que atuam sempre compromissados em fazer uma empresa moderna e com as melhores relações com seus colaboradores e clientes.

A empresa é responsável pelo abastecimento de cerca de metade da região Nordeste, uma região que possui uma previsão de crescimento econômico e populacional dos próximos anos impressionante.

Veja a postagem de horigem em: Click Petróleo e Gás

Compartilhe