1.182 painéis solares serão instalados na fachada de um edifício: confira

Vários países do mundo estão considerando cada vez mais a preservação do planeta durante a produção de energia. Nesse sentido, os painéis solares são grandes aliados do meio ambiente.

Desta vez, a Austrália chamou atenção com seu mais novo edifício. O prédio vai ter uma fachada com 1.182 painéis solares, gerando toda a energia para sustentá-lo. Quer ficar por dentro dos detalhes? Veja a seguir.

Confira: energia eólica fara parte de 100% das operações da Ambev, confira

Novo edifício com 1.182 painéis solares

Na cidade de Melbourne, na Austrália, um edifício comercial vai ganhar painéis solares suficientes para gerar toda energia necessária para seu funcionamento.

Além disso, o mais interessante é que a fachada, mesmo sendo de painéis solares, ”imita” vidro. Assim, as pessoas que passam pelo prédio não terão a percepção da geração de energia.

Mas, afinal, por que isso de fato é importante? Em primeiro lugar, precisamos saber que o principal ponto negativo dos painéis solares é o fator estético.

Entretanto, com a tecnologia da empresa alemã Avancis, isso vai deixar de ser um problema. Dessa forma, futuramente, os vidros de edifícios do mundo todo podem ser substituídos por painéis como esse.

Leia também: confira a nova função para ocultar os seus dados no Google

Como funciona a tecnologia?

Segundo a Avancis, a ideia por trás da tecnologia é justamente a de ser discreta e eficiente. Por isso, a estrutura não possui moldura, nem hardware visível.

Ainda mais, a empresa disponibiliza até 9 cores, sendo preto, verde, azul, cinza bronze e dourado. A eficiência dos módulos chega até por volta de 13%, o que é considerado adequado para os painéis da atualidade.

Até o momento, o orçamento para a construção é de US$ 40 milhões. Segundo a Avancis, as obras estão programadas para começar em 2023.

Portanto, a novidade marca um grande feito para a Austrália e toda a comunidade mundial que visa proteger o meio ambiente. Somente com esse prédio, é possível evitar a emissão de mais de 60 toneladas de dióxido de carbono por ano.

Confira: seres “humanos terão uma espécie de segundo eu” segundo o ex-presidente do Google

Veja a postagem de horigem em: Engenharia Hoje

Compartilhe