NO DF: Bateria de tornozeleira eletrônica descarrega e preso foge

A Polícia Civil do Distrito Federal procura um dos 25 monitorados por tornozeleira eletrônica no Distrito Federal, que está foragido. O detento é um dos quatro que violaram a regra de controle adotada em Brasília desde setembro deste ano. Por determinação da Justiça, a identidade, o sexo, o endereço e o crime pelo qual o apenado responde precisam ser preservados.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública e Paz Social do DF (SSP-DF), a bateria do equipamento do foragido descarregou em 7 de outubro, três dias depois de ele iniciar o uso. Na mesma data, a Subsecretaria do Sistema Penitenciário (Sesipe) informou sobre o incidente à Vara de Execuções Penais (VEP) do Tribunal de Justiça do DF e Territórios (TJDFT). A Justiça, então, decretou prisão preventiva do detento, em 11 de outubro.

Agora, a polícia e o setor de inteligência da Sesipe concentram esforços para localizar o preso, que, segundo a pasta, foi condenado no DF.

Uma resolução do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária (CNPCP), de 10 de novembro deste ano, proíbe a divulgação de dados, como identidade, endereço e crime pelo qual responde, sobre os monitorados por tornozeleira que estejam foragidos.

 

Leave a Reply