Maragojipe: Um dos acusados de ser um dos líderes do tráfico na região morre em confronto com a polícia

Kaká era responsável por distribuição de drogas e armas além de autor de diversas execuções da facção que surgiu em Nazaré das Farinhas e tornou-se uma das principais em tráfico de drogas no Estado.

A katiara que tinha o comando de Adilson Souza Lima, o Roceirinho, preso a pedido da Secretaria de Segurança Pública do Estado no Presidio Federal de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, perde seu segunda líder. Kaká era o mais recente líder e um dos homens de confiança do principal líder da facção, o Roceirinho. Kaká morreu na manhã de terça-feira (5/6) após confronto com policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais – Bope, e da Patamo, grupo especial da Polícia Militar.

Kaká, como era conhecido estava escondido junto com Harin Ferreira Galvão, 25 anos, comparsa de crime e gerente da facção. Os acusados viviam numa casa construida as magens de um manguezal na zona rural de Maragogipe, Recôncavo da Bahia. Ambos reagiram a voz de prisão dos policiais e morreram em confronto. Munições de fuzil, pistolas, coletes balísticos e drogas foram apreendidos.

As ações continuam nesta quarta-feira (6/6) no município na sede e zona rural. Equipes do Bope fazem diligências no mangue em busca de outros cinco integrantes da quadrilha que escaparam, após o confronto. Na cidade, a Patamo colocou viaturas em pontos estratégicos para evitar fugas. Policias Militares que atuam na região também estão no suporte da operação policial que visa desmontar a célula da katiara no município que atinge com sua penetração toda região.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *