ISOLADO: Estudante do Acre nega jogada de marketing

Bruno Borges, jovem que desapareceu em 27 de março no Acre, Rio Branco, diz que se arrepende por não ter avisado à família sobre isolamento e nega ter sido jogada de marketing. Ele reapareceu no último dia 11.

“O fato de eu ter me isolado, como eu falei, era pra buscar algo, uma verdade dentro de mim que eu estava precisando encontrar”. Foi assim que o estudante de psicologia Bruno Borges justificou o seu isolamento de quatro meses e 15 dias.

Meu maior objetivo com esse projeto foi estimular as pessoas a adquirirem conhecimento, disse ao Fantástico.

Além dos escritos no quarto, Bruno também deixou 14 livros criptografados. A primeira tiragem do “TAC – Teoria de Absorção de Conhecimentos” foi de 20 mil cópias e entrou para a lista “não ficção dos maus vendidos da semana”. O ranking é do site PublishNews, construído a partir da soma das vendas de todas as livrarias pesquisadas.

A volta do estudante coincide com o sucesso da obra deixada inscrições nas paredes do quarto. Para a Polícia Civil, que investigou o sumiço do jovem, tudo foi uma jogada de marketing. “Bruno se ausenta, o livro é lançado. Então, eu acho que fica evidente que havia um plano divulgação”, alega o delegado responsável pelo caso, Alcino Júnior.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *