O 4o maior:Bahia tem quase 60% dos presos provisórios

Na Bahia, 59,54% dos detentos são temporários, que dependem de julgamento, o que torna o estado com a quarta maior média. No Brasil, 221 mil presos estão provisórios no país, que custam aos cofres públicos quase R$ 6,4 bilhões ao ano.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, mantidos atrás das grades antes de sentença definitiva, os presos provisórios representam ao menos um terço (34%) da massa carcerária brasileira, segundo levantamento de janeiro do Conselho Nacional de Justiça – CNJ.

Cada preso custa, em média, R$ 2.400 por mês aos cofres públicos, valor superior ao piso salarial nacional dos professores, que é d3 R$ 2.298,80, e semelhante ao custo anual de um aluno, cerca de R$ 2.700, no sistema público de ensino. Já o custo mensal médio de manutenção de uma tornozeleira eletrônica é de R$ 300, diz o Ministério da Justiça.

Leave a Reply