Hospital de Cirurgias do Recôncavo diminui fila  de cirurgias, e transferências para Salvador caem

O número de pacientes do recôncavo baiano que necessitam de transferência para  realização de cirurgias em hospitais da capital está diminuindo consideravelmente. Um dos motivos é a agilidade do Hospital de Cirurgias do Recôncavo (HCR), reaberto pelo Governo da Bahia,  há quase  um ano  no município de Sapeaçu.

Raimundo Santos, que realizou um cirurgia de hérnia, garante que o hospital é referência em agilidade e bom atendimento. “Estava há  meses esperando que minha cirurgia fosse marcada e nada. Busquei informações e soube que aqui havia  uma hospital em Sapeçu que  estava fazendo. Em pouco tempo resolvi tudo, passei pelo clínico, fiz exames e já realizei a cirurgia”, afirmou.

                               Raimundo Santos, paciente

Para Ivonete Santos, o Sistema Único de Saúde (SUS) tem conseguido salvar muitas vidas. “Fiquei muito satisfeita por ter realizado minha cirurgia de varizes aqui, já tinha ouvido falar bem, mas confesso que não acreditei, afinal a gente ouve falar tão mal da saúde. No entanto, quero dizer que aqui é uma maravilha; agradeço ao Governo da Bahia por colocar em funcionamento esse hospital, a toda equipe que aqui trabalha, porque são excelentes profissionais”, avaliou.

O HCR é um projeto de iniciativa do Governo do Estado em parceria com a prefeitura e com o Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Administração Hospitalar (IBDAH), responsável pela gestão da unidade.

José Antônio Sousa, superintendente do IBDAH, explica que o objetivo maior da unidade é diminuir as filas de espera pelas cirurgias eletivas, que envolve procedimentos de complexidade. “Sabemos que a fila de pacientes é crescente, a cada dia chegam novos pacientes e com a iniciativa do Governo da Bahia em reativar o HCR, estamos  atendendo um número bem significativo de pacientes do a”, explicou Sousa.

Resolutividade 

Com a agilidade nos procedimentos, o HCR apresenta alto índice de satisfação, com uma média de 98% dos pacientes satisfeitos. Ciro Saraiva, morador da cidade de Campinas, em São Paulo, confirma a satisfação da cirurgia de colecistectomia. “A operação foi um sucesso. Fui muito bem atendido e jamais imaginei fazer minha cirurgia em um município pequeno, já que moro em uma  cidade grande. Esse hospital é de primeiro mundo”, elogiou Saraiva.

O secretário de Saúde de Mutuípe, André Eloy, assegura que o HCR está agilizando um número significativo de cirurgias. “Reconheço a importância histórica do hospital na assistência aos usuários do SUS. Um dos grandes gargalos do nosso sistema de saúde está justamente nas cirurugias eletivas. E o novo perfil assistencial do Hospital de Cirurgias do Recôncavo vem acolhendo as demandas reprimidas, notadamente do território do Reconvale. Foi acertada a decisão do Governo do estado e do IBDAH no que diz respeito a reabertura do HCR; a estratégia de implantaçãode um hospital para procedimentos cirurgicos eletivos tem reduzido sugnificadamente as filas e aumentando a resolutividade”, salientou Eloy.

O agendamento para a realização das cirurgias eletivas é feito através das secretárias de Saúde que enviam as demandas para a direção do hospital, e assim são agendados e realizados com a maior brevidade possível. No HCR
são realizadas cirurgias de Varizes unilateral e bilateral, hemorroidectomia, colecistectomia / vesícula hernioplastia, epigástrica, hernioplastia incisional, hernioplastia inguinal / crural, hernioplastia umbilical, histerectomia c/ anexectomia (uni / bilateral), histerectomia total, miomectomia, exérese de glândula de bartolin / skene, entre outras.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *