Família de mulher morta em acidente de carro pede justiça. Acidente envolveu ex-jogador Liédson

A família de Viviane Magalhães Andrade, 33 anos, que morreu no acidente de carro
na última terça-feira (18), próximo ao aeroporto de Valença, no baixo sul da Bahia, e que envolveu o carro do ex-jogador Liédson, usou as redes sociais para cobrar agilidade nas investigações por parte da Polícia Civil, além de justiça.

Na postagem feita por uma prima da vítima, Paloma Magalhães, ela comenta que está “chocada” com a falta de justiça e acusa demora na intimação do ex-jogador porque “ainda não prestou depoimento, assim como a perícia dos carros e da frenagem da pista não foram realizadas”. Na postagem, a prima de Viviane diz que precisa da “ajuda da mídia para que essa investigação ocorra com honestidade e de fato JUSTIÇA”. E pontua que os familiares estão “inconsoláveis, repletos de dor e saudade”.

Liedson, que ficou muito abalado após o acidente, não teve condições emocionais, segundo a polícia, de comparecer a Delegacia de Polícia de Valença para prestar depoimento sobre as possíveis causas do acidente.

Segundo informações da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), no dia do acidente, o carro em que Liedson estava com familiares, uma BMW, ao tentar desviar do Ford Ka, dirigido pelo marido de Viviane Magalhães, que estava no banco do carona, teria derrapado na pista. O carro do ex-jogador foi parar bem depois do acostamento, numa área de vegetação e, segundo a PRE, a suspeita é que Liedson, que estava na direção, desviou o carro dele para evitar uma colisão frontal. As suspeitas são de que o marido da vítima não teria parado antes de pegar a reta, onde vinha o carro de Liedson.

O acidente ocorreu na estrada entre Nazaré e Valença. Viviane Magalhães não resistiu aos ferimentos e morreu na Santa Casa de Misericórdia de Valença. O marido dela, Daniel Porto Cabral, sofreu apenas escoriações.

Veja a postagem:

Leave a Reply