Canal do Mutum:Moradores reclamam de mau cheiro, sujeira e bichos

Cristina Pita

O Canal do Mutum,  obra que se arrasta há anos para ser feita e concluída, localizado no bairro Irmã Dulce, em Santo Antônio de Jesus, no recôncavo baiano, é mais uma vez alvo de reclamações dos moradores do bairro.

Durante o Programa Acorda Cidade desta quarta-feira (15), na Recôncavo FM, moradores ligaram para Ney Bacceli,  no comando da atração, e resuscitaram os mesmos problemas que incomodam as famílias do local há quase 20 anos.

Mau cheiro que exala do esgoto a céu aberto, sujeira e bichos que invadem as casas.  Os moradores do bairro Irmã Dulce disseram que não aguentam mais a situação . “A gente não consegue dormir, assistir televisão  e nem sentar na porta porque as muriçocas só faltam levar a gente.   O mau cheiro entra nas casas e os bichos também. A água está acumulada desde antes do carnaval. É como se a gente estivesse vivendo num criatório de porcos”, lamentou uma moradora.

Outra moradora do local, de prenome Adelina, relatou que no período das chuvas, a situação se agrava porque o esgoto inunda as casas. “É lama, ratos, baratas e cobras que chegam nas casas trazidas pela chuva que faz o Canal transbordar. A gente respira o mau cheiro do esgoto”, ressaltou.

Uma obra importante para ajudar as famílias que moram no bairro Irmã Dulce e que serviria para coletar os esgoto do bairro, que é despejado no Canal do Mutum,  e beneficiar toda região, se arrasta por várias gestões. “Em época de eleição, é sempre a mesma coisa, promessas que essa situação será resolvida, porém, os anos passam e o problema continua’’, disse um morador.

O canal aberto expõe moradores a esgoto e todo tipo de dejeto no bairro. Todos convivem diariamente com o mau cheiro oriundo do esgoto à céu aberto que passa pelo quintal das residências.

Construtora suspende contrato 

Ano passado, a Construtora Andrade Galvão, responsável pela execução das obras de macrodrenagem no Canal do Mutum,  pediu a suspensão do contrato com a prefeitura na gestão do ex-prefeito Humberto Leite.

A Andrade Galvão acabou deixando as obras, que foram paralisadas inúmeras vezes, como em 2014, e nunca concluídas.  As obras inacabadas do Canal do Mutum prejudicam não só os moradores do bairro Irmã Dulce, mas do seu entorno também, como a Avenida Beira Mar, há muito anos.

No Bairro Irmã Dulce, as obras foram concluídas parcialmente.  Já na Avenida Beira Mar, as obras foram iniciadas, quintais escavados, árvores  derrubadas, o esgoto ficou mais entupido ainda e a Construtora até hoje não retomou as obras.
Segundo denunciaram os moradores, nem a limpeza do Canal é realizada, o que poderia evitar que  o esgoto transbordasse quando chove e, assim, evitaria a concentração de água parada, que acaba facilitando a proliferação de mosquitos e outros bichos,  além do mau cheiro e a sujeira. (Fotos Infosaj e RadioSajNet)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *