ASSISTA: Consórcio Público de Saúde do Baixo Sul faz reunião para discutir funcionamento da Policlínica Regional de Saúde em Valença

Cristina Pita

O prefeito de Valença, Ricardo Moura, participou na quarta-feira (11/4), da reunião do Consórcio Público de Saúde do Baixo Sul, que tratou da implantação da Policlínica Regional de Saúde, no auditório da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL), no município do baixo sul do estado. A Policlínica já está com as obras de construção em andamento e funcionará na antiga sede do Centro Social Urbano (CSU), cedido pelo Governo do Estado, no bairro da Graça.

Leonardo Cardoso, prefeito de Gandu, é o presidente do Consórcio, que funcionará na antiga sede do Centro Social Urbano (CSU), em Valença, e que foi cedido pelo Governo do Estado. Outros assuntos foram debatidos como a adesão do município de Itaparica ao Consórcio; aprovação de um aditivo ao estatuto por conta dos cargos de pessoal e do salário dos médicos, que sofreram reajustes; além do custeio da Policlínica Regional, que será rateado entre os municípios que fazem parte do Consórcio.

A Policlínica Regional tem investimento do Governo do Estado na ordem de  R$ 10,49 milhões e mais R$ 14 milhões em equipamentos. No total serão cerca de 24 milhões de recursos do governo do Estado, em consórcio com os municípios do baixo sul. A manutenção mensal será de aproximadamente R$ 610 mil com uma divisão de 40%, que será pago perlo Governo do Estado e os outros 60% pelos municípios consorciados.

Serão ofertados na Policlínica exames de Cardiologia, ECG, Holter, Mapa, Ecocardiografia, Ergometria, Gastroenterologia, Endoscopia digestiva, Colonoscopia, Angiologia (sala de pé diabético), Cirurgia Geral (biopsias). A Policlínica irá disponibilizar equipamentos de Eletroencefalográfico, Eletroneuromiografo,  Ultrasonografo, Mamógrafo e Ressonância.

Segundo cálculos da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), tanto a divisão dos custos, quanto a oferta dos serviços da Policlínica serão proporcional à população de cada município consorciado. Em média, ficou estabelecido o valor de um real por habitante/mês. Exemplo, Valença, maior cidade do baixo sul, possui cerca de 97 mil habitantes e terá uma despesa mensal de aproximadamente R$ 97 mil.  Esses recursos serão retidos no ICMS de cada município.

Fazem parte do Consórcio os municípios de Valença, Cairu, Taperoá, Nilo Peçanha, Ituberá, Igrapiúna, Camamu, Nova Ibiá, Teolândia, Gandu, Wenceslau Guimarães e Piraí do Norte.

Assista:

Leave a Reply