Vice-presidente da Caixa é acusada de negociar investimento por cargo

A vice-presidente de Fundos de Governo e Loterias da Caixa Econômica Federal é suspeita de negociar um alto investimento, em troca de um cargo na Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig). As informações são da Folha de S.Paulo.

Desudina dos Reis Pereira teria enviado um e-mail corporativo ao presidente da Cemig, Mauro Borges, em 2015. No texto, ela diz  que será apreciado no “Conselho Diretor”, uma “operação de crédito para a empresa” no valor de R$ 200 milhões. Por fim, ela avisa: “continuo aguardando seu retorno quanto à minha indicação”.

A apuração foi feita pela própria Caixa, e enviada ao Ministério Público Federal (MPF), e à Comissão de Ética Pública da Presdiência. Os órgãos analisam o caso.

A suposta “troca de interesses” foi um dos motivos alegado pelo MPF, para requerer a destituição de Pereira  e dos demais vice-presidentes, em dezembro. As nomeações passariam a atender critérios técnicos, mas o presidente Michel Temer negou o afastamento de todos.

A vice-presidente da Caixa também é investigada nas operações Sépsis e Cui Bono?, do MPF, que apura possível ligação com o ex-deputado Eduardo Cunha (MDB-RJ).

Por meio de nota, a assessoria de Pereira informou que “não se manifestará sobre o episódio”. O banco acrescentou que na época, a vice-presidente “não acumulava cargos e não integrava o Conselho Diretor do banco”.

A Cemig disse desconhecer as informações, e que Pereira não foi indicada para nenhum cargo na empresa.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *