É ‘fake news’: Greve de caminhoneiros na segunda-feira,  4

O sistema de monitoramento de redes sociais do Palácio do Planalto identificou um aumento substancial no fluxo de “fake news” sobre uma nova paralisação de caminhoneiros a partir de segunda-feira (4/6).

Para impedir que o clima de alarmismo se alastre pelo país, o governo elaborou um plano de segurança e colocou todas as tropas de prontidão. A ordem é agir rapidamente e desmobilizar qualquer concentração que possa vir a surgir nas rodovias.

Caso seja necessário, a Lei da Garantia e da Ordem (GLO), em vigor desde 25 de maio, que terminaria na segunda-feira, dia 4, pode ser ampliada, segundo integrantes do gabinete de crise.

O governo está preocupado com a difusão de “fake news” nas redes sociais e em grupos de WhatsApp e vem investigando autores de vídeos e perfis nas redes sociais que propagam conteúdo inverídico. São esses canais que contribuíram para propagar informações falsas e dificultaram o trabalho das autoridades durante a greve dos caminhoneiros.

Leave a Reply