Justiça aceita denúncia do MP e dono de lancha e comandante se tornam réus por tragédia que matou 19 pessoas

A Justiça aceitou denúncia do Ministério Público do Estado e o dono da lancha Cavalo Marinho I e o comandante da embarcação, que virou e matou 19 pessoas, na Bahia, em 2017, se tornaram réus.

A informação foi divulgada pelo Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) nesta quinta-feira (13/9). A decisão é do juiz Eduardo Augusto Ferreira Abreu e foi publicada no Diário Oficial da Justiça na última terça-feira (11/9).

O empresário e o comandante são acusados de homicídio culposo e lesão corporal culposa pelo acidente, que completou um ano no dia 24 de agosto.

De acordo com a decisão da Justiça, os dois devem apresentar defesa até o dia 21 de setembro.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *