Médico de 72 anos é morto por mulher, de 74, em motel no Costa Azul; a autora depois se matou

Alfons Ludwig Boness, de 72 anos, foi morto a facadas pela própria mulher, Sônia Souza Soares, de 74, dentro de um quarto do motel Hastag, no bairro do Costa Azul, em Salvador, e depois se matou. O crime aconteceu na manhã desse domingo (8/7).

Segundo informações do comandante da 39ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM), major Edson da Silva, ao Aratu Online, por volta das 9h, funcionários do estabelecimento encontraram os corpos do médico Alfons Ludwig Boness e Sônia Sousa Soares, totalmente, ensanguentados.

Ainda de acordo com a PM, informações preliminares dão conta que o idoso tinha uma relação extraconjugal com a mulher que era uma corretora de imóvel. Eles haviam chegado ao motel, por volta das 16h, no sábado (7/7), e após o médico dormir, a mulher desferiu golpes de faca, lhe atingindo no pescoço e em diversas partes do corpo.

O médico sofreu em torno de 30 perfurações e a autora, em seguida, utilizou a faca para se suicidar. A equipe do DPT esteve no local e fez a remoção dos corpos.

DESAPARECIDO

Desde ontem (7/7), familiares de Alfons Boness desconfiaram que algo de errado estava acontecendo, porque ele estava há muito tempo fora de casa. Um amigo da família da vítima, inclusive, divulgou foto do médico, através do aplicativo WhatsApp, na tentativa de encontrá-lo.

 

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *