Moradores de Capoeiruçu, em Cachoeira, reclamam de estrada esburacada

Um dos maiores povoados da cidade histórica de Cachoeira (a 110 km de Salvador), no Recôncavo Baiano, Capoeiruçu, com mais de sete mil habitantes, está abandonado pela poder público. Com a principal estrada de acesso a uma universidade e ligação entre a sede, Cachoeira e o povoado, moradores reclamam das precárias condições da via, que prejudica estudantes, motoristas e moradores, segundo divulgou o Recôncavo Online.

Moradores da localidade estão reivindicando melhorias na estrada, que está em situação caótica, de acordo com a publicação. Capoeiruçu abriga uma faculdade, que ajuda a incrementar a economia da cidade. Segundo moradores nem o prefeito de Cachoeira, Tato Pereira, nem os vereadores aparecem na localidade para buscar uma solução definitiva para a estrada, que está cheia de buracos e lama. “O poder público nos abandonou. Então não passe por Capoeiruçu, esse lugar foi esquecido pelo prefeito Tato”, disse um morador do distrito.

Em maio, diz o site, o presidente da Câmara de Cachoeira,  Júlio Cesar (PSC), chegou a denunciar o prefeito, que na ocasião afirmou  ‘não ter responsabilidade com a estrada’. “Ficam dizendo que é obrigação do governo do estado, mas não é. A obrigação é do município porque ali não tem nada a ver com a BA-511. Um trecho de 300 metros e o município, que diz que tinha recurso na mão, e a população passando essa dificuldade. Carros não conseguem trafegar naquela localidade”, afirmou o vereador.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *