Sem festa, sem desfile e sem perder a importância, Santo Antônio de Jesus comemora 138 Anos com culto ecumênico, fanfarra e filarmônica

Cristina Pita

Com o desfile suspenso e nenhum festejo, os 138 anos de Santo Antônio de Jesus, no Recôncavo Baiano, só não passou em branco porque a Prefeitura substituiu toda a programação festiva alusiva à data. Mesmo assim, não perdeu a importância. O culto ecumênico celebrado pelo pastor evangélico, Francisco Souza, padre Wilson, da Paróquia do Cajueiro;  e Mãe Nilza, representante da religião de matriz africana, deu o tom da ‘festa’ na manhã desta terça-feira (29/5), quando até a chuva resolveu colaborar.

Mesmo sem o tradicional desfile, suspenso pela prefeitura na segunda-feira (28/5) por conta do desabastecimento causado pela greve nacional do caminhoneiros, o aniversário da cidade não perdeu sua importância. De acordo com o prefeito Rogério Andrade, o culto ecumênico como parte das comemorações oficiais teve o objetivo maior de agradecer a Deus e pedir que Ele continue abençoando a cidade e a população. “Entendemos que este momento é para pedir ao nosso Deus todo poderoso, que abençoe a nossa nação, o povo da Bahia e a todos os santoantonienses”, disse o prefeito.

Em frente à prefeitura as autoridades do Município, do Legislativo e do Poder Judiciário participaram do primeiro compromisso do dia: a sessão cívica. E em frente ao palanque, as fanfarras e a Filarmônica Amantes da Lyra fizeram suas homenagens à cidade e deram um brilho especial á programação, que foi encerrada com o Hino de Santo Antônio de Jesus, que já foi chamada de Cidade das Flores e das Palmeiras Imperiais. Hoje, é a Capital do Recôncavo.

Antes das apresentações religiosas, o prefeito da cidade, Rogério Andrade (PSD), junto com o comandante do 14º Batalhão da Polícia Militar e o do Corpo de Bombeiros, hasteou as bandeiras do Brasil, da Bahia e de Santo Antônio de Jesus.

Em seguida o prefeito fez seu pronunciamento e explicou  ao público presente que foi ‘uma decisão difícil’ mudar a programação do aniversário da cidade, já que a festa estava organizada há tempos. “Estávamos com tudo pronto, o desfile, os shows, mas ouvimos o clamor da população e buscamos uma sintonia com o sentimento do povo brasileiro”, disse.

Confira

Inauguração da Policlínica Regional de Saúde

Sobre uma nova data para a apresentação das atrações, cujos shows foram cancelados, Rogério Andrade disse que ‘está estudando transferir os shows para outro momento’. “A inauguração da policlínica está perto e será um marco da nossa cidade com 17 especialidades médicas. Vai desafogar a Central de Marcação, não só da nossa cidade, mas de toda região. A prefeitura vai investir cerca de R$ 1,2 milhão por ano para o custeio da Policlínica Regional e estamos nos organizando para isso, pensando nessa transferência e seria uma grande oportunidade para substituir essas festas e esses shows que planejamos para o aniversário da cidade”, adiantou o prefeito.

Veja a entrevista

Veja um pouco da apresentação da fanfarra e da Filarmônica Amantes da Lyra

Confira as fotos dos 138 Anos de SAJ

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *