Adolescente de 13 anos é acusada de espancar professora em escola no interior da Bahia

Uma adolescente de 13 anos é acusada de ter espancado com socos e pontapés a professora de português na Escola Clélia das Graças Figueiredo Pinto, no município de Teixeira de Freitas, no extremo sul baiano. Nesta segunda-feira (26/3), estudantes e professores deram um abraço simbólico na unidade, pedindo paz, em protesto contra a ação da aluna, que ocorreu na sexta-feira (23/3).

Segundo divulgado pela TV Sudoeste, a Secretaria Municipal de Educação e Cultura, disse que a professora, que não teve a identidade divulgada, trabalha no turno da manhã, mas no dia da agressão cobria uma colega que estava sob atestado médico no turno da tarde. A professora teria pedido que a aluna saísse do braço da cadeira, onde estava sentada. A estudante não teria gostado e agrediu a professora com um tapa no rosto. Os óculos da professora quebraram e ela caiu no chão, mesmo assim, continuou sendo agredida com socos e pontapés.

A estudante foi expulsa da escola e o caso foi levado ao Ministério Público da Bahia (MP-BA). A professora  sofreu ferimentos no rosto, está de atestado médico e retornará para sala de aula na quarta-feira (28/3). Por meio de nota, o secretário municipal de Educação e Cultura, Hermom Lopes, lamentou o crime, o qual classificou como “violento”. “A escola ensina português, matemática, história, geografia, inglês, artes e educação física. É responsabilidade da família ensinar valores morais, éticos, o respeito e dar amor às crianças. A escola ensina, a família educa”, disse

Foto Reprodução/TV Sudoeste

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *