AINDA EXISTE GENTE DO BEM: Clientes se unem e compram mercadoria de ambulante que seria apreendida por fiscais; assista

Os agentes, popularmente conhecidos como ‘Rapa’,  anunciaram que o ambulante Leonardo Ferreira Soares, de 44 anos, não tinha autorização para comercializar lanches e dezenas de pessoas se uniram para inibir a ação dos fiscais. As pessoas começaram a comprar os sucos e salgados como forma de impedir que o ambulante tivesse os produtos apreendidos e ficasse no prejuízo. A cena foi gravada numa praça da cidade de Montes Claros, em Minas Gerais, na tarde da última quarta-feira (21/3) e viralizou nas redes sociais.

Segundo a BBC Brasil, os policiais militares, guardas civis e fiscais da prefeitura de Montes Claros cercaram o ambulante, que vestia um avental branco e carregava uma caixa de isopor cheia de sucos e salgados. Depois que os agentes anunciaram que o ambulante estava vendendo produtos sem autorização em uma praça no centro da cidade e que tudo seria apreendido, populares começaram a comprar o lanche até acabar toda mercadoria. Assim, o ‘Rapa’, não teve o que confiscar.

O vídeo mostra que um homem de camisa vermelha, ao ver que os fiscais estavam prestes a carregar toda a mercadoria, os ignora e estende a mão com uma nota de R$ 2. Ele diz que vai comprar uma garrafa de suco, sem se importar com a presença dos policiais.

Inconformadas com a situação, dezenas de pessoas se uniram para inibir a ação dos fiscais e policiais. O grupo passou a segui-los, insistindo para que não punissem o ambulante, aos gritos de “deixem ele trabalhar”.

A ação desencadeia uma reação em cadeia nas pessoas ao redor, que também passaram a tirar notas do bolso e entregar para o ambulante. Chorando, Leonardo Ferreira Soares, de 44 anos, juntava as notas amassadas em suas mãos e, em poucos minutos, todo o material que seria apreendido foi distribuído e vendido entre as pessoas.

“Juntou umas 30 pessoas em volta de mim. Algumas só queriam me ajudar. Teve gente que me deu nota de R$ 10 e nem pegou nada. Eu fiquei chorando de emoção e também passei a distribuir os sucos e salgados para quem não tinha me dado nada”, disse Soares em entrevista à BBC Brasil.

Um dos vídeos publicados no Facebook sobre o caso já foi compartilhado mais de 125 mil vezes e visto mais de 3 milhões. Uma das imagens que circulam na internet foi feita pela atendente Andreia Aparecida Santos quando voltava do trabalho. “Sempre vejo ele ali com suas vendas. Foi muito triste e revoltante ver uma coisa dessas”, disse à BBC Brasil.

Durante a ação, os guardas municipais tentaram levar não só a caixa de isopor e bandejas cheias de salgados fritos, mas também o carrinho de ferro que o vendedor usa para transportar os produtos. Com uma das pernas quebrada em dois lugares (tíbia e tornozelo), o ambulante diz caminhar uma hora de sua casa até a praça todos os dias.

Copie o link abaixo e assista 

https://www.youtube.com/watch?v=hfcld8rwNjM&feature=youtu.be

 

 

 

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *