MP pede que prefeita exonere parentes de gestores em Maragojipe

A promotora de Justiça de Maragojipe (a 133 km de Salvador), no recôncavo baiano, Neide Reimão Reis, expediu uma recomendação para que a prefeita da cidade, Vera Lúcia Maria dos Santos, anule as contratações temporárias, no prazo de 20 dias, de pessoas ligadas à própria prefeita, ao vice-prefeito, vereadores, secretários municipais e agentes públicos.

 

Da mesma forma, a promotora de Justiça pede que sejam anuladas as nomeações, também no prazo de vinte dias, dos agentes públicos ocupantes de cargo comissionado ou função de confiança.  A medida visa evitar a prática de nepotismo com contratação de parentes até o terceiro grau dos gestores do município.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *