FEBRE AMARELA: Vacinação começa nesta segunda-feira, 19, em Itaparica e Vera Cruz e mais seis municípios baianos

Oito municípios baianos começam, na próxima segunda-feira (19), uma campanha de vacinação contra a febre amarela. A meta é que pelo menos 95% da população de Itaparica, Vera Cruz, Camaçari, Candeias, Lauro de Freitas, Mata de São João, Salvador e São Francisco do Conde seja imunizada até o dia 9 de março, quando acaba a campanha.

A estratégia adotada será a determinada pelo Ministério da Saúde, com a utilização de doses fracionadas. No dia próximo dia 24, acontece o Dia D da vacinação.

A vacinação é destinada a pessoas a partir dos 2 anos de idade, inclusive indígenas, desde que não apresentem condições clínicas especiais. Todos que já tiverem tomado a vacina ao longo da vida não terão a necessidade de receber nova dose. A intenção é proteger o maior número de pessoas contra a febre amarela, em localidades com grande contingente populacional e que têm evidência de circulação do vírus e risco elevado de transmissão da doença.

Estima-se que pouco mais de 1,2 milhão de indivíduos ainda precisam se proteger contra a doença em Salvador. “Por conta de casos positivos confirmados de febre amarela em macacos no ano passado e o grande número de pessoas a se vacinar no munícipio, Salvador foi incorporada na estratégia da imunização fracionada pelo Ministério da Saúde. A dose fracionada tem eficácia garantida pelo menos por oito anos, por isso, após esse período, é necessário uma nova dose de reforço”, explicou Doiane Lemos, subcoordenadora de Doenças Imunopreviníveis de Salvador.

A campanha seguirá até 9 de março em Salvador, e em 24 de fevereiro (sábado) um “Dia D” da estratégia será promovido para ampliar o acesso às doses para população. A vacina estará disponível de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h, nas 126 unidades básicas da rede municipal.

O Ministério da Saúde afirma que a vacina é contraindicada para crianças menores de seis meses, idosos acima dos 60 anos, gestantes, mulheres que amamentam crianças de até seis meses, pacientes em tratamento de câncer e pessoas imunodeprimidas. Para estes grupos, a orientação é que a pessoa busque ajuda médica, cujo profissional de saúde avaliará o benefício e o risco da vacinação, levando em conta o risco de eventos adversos.

Febte amarela já matou 154 pessoas

O Ministério da Saúde atualizou os dados de febre amarela e divulgou na sexta-feira (16/2) o resultado. Desde julho do ano passado, foram 464 casos confirmados, sendo que 154 pessoas morreram devido à infecção.

Foram recebidas 1.626 notificações neste período – pacientes com suspeita de febre amarela. Os órgãos de saúde descartaram 684 casos e 478 ainda estão sendo investigados.

O ciclo de contabilização dos dados é feito a partir de julho, sendo que acaba em junho do ano seguinte. De acordo com o Ministério da Saúde, isso ocorre devido à sazonalidade da doença, que concentra a maior parte dos casos no verão.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *