VIOLÊNCIA: Brasil registra o maior número de assassinatos da história em 2016; 7 pessoas foram mortas por hora no país

De acordo com o Anuário Brasileiro de Segurança Pública, foram registradas 61.619 mortes violentas, o que equivale ao número de mortes provocadas pela bomba atômica em Nagasaki, no Japão. A letalidade policial cresceu 25,8%.

O Brasil registrou 61.619 mortes violentas em 2016, o maior número de homicídios da história, de acordo com dados divulgados pelo Forum Brasileiro de Segurança Pública, na segunda, 30. Sete pessoas foram assassinadas por hora no ano passado, aumento de 3,8% em relação a 2015. A taxa de homicídios para cada 100 mil habitantes ficou em 29,9 no país.

Os índices se referem ao total de vítimas de homicídio doloso, latrocínio, lesão corporal seguida de morte e mortes decorrentes de intervenções policiais (em serviço, ou durante o período de folga). Em números absolutos, o Rio de Janeiro superou São Paulo e assumiu em 2016 o posto de estado com maior número de vítimas da violência : foram 6.262 mortes intencionais no ano passado.

A maior taxa de mortes violentas por grupo de 100 mil habitantes, no entanto, foi registrada no Sergipe. Por lá, foram contabilizadas 64 vítimas a cada 100 mil moradores em 2016, um salto de 11,5% na comparação com as 57,3 mortes por grupo de 100 mil registradas no ano anterior. O estado com melhor índice nesse quesito foi São Paulo, onde houve 11,7 casos de mortes violentas a cada 100 mil habitantes, segundo as informações do governo estadual.

 

 

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *