Governo anuncia apoio à Festa da Boa Morte, que corria risco de não acontecer 

Após a polêmica sobre a Festa da Boa Morte não se realizar este ano em Cachoeira, no recôncavo baiano, por conta do não pagamento de dívidas referentes a festa do ano passado, o governo da Bahia anunciou na quarta-feira (12) que apoiará a Festa da Boa Morte, que acontece, anualmente, na primeira quinzena de agosto.

O apoio acontecerá por meio de um convênio entre o Instituto do Patrimônio Artístico e Cultural da Bahia (Ipac) e a Preservar, organização não-governamental representada pelo museólogo e gestor cultural Jomar Lima.

Segundo a notícia publicada pelo colunista Ronaldo Jacobina, do Correio, no sábado (8), houve um disse-me-disse entre a Bahiatursa e a Secretaria da Fazenda (Sefaz).

À publicação, o diretor-superintendente do órgão, Diogo Medrado, disse que a dívida foi passada para a pasta, que é a responsável pela quitação dos R$ 70 mil destinados à edição de 2016. A Sefaz, por sua vez, negou e disse que o órgão de turismo teria autonomia para efetuar o pagamento e acabou a dívida não sendo paga.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *