Bahia gera 7.192 empregos de carteira assinada em abril

Após dois anos com saldo negativo, a Bahia contabilizou, em abril, um saldo positivo de 7.192 postos de trabalho com carteira assinada, conforme pesquisa realizada pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), sistematizadas pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia.

O dado coloca o estado na primeira posição em saldo de postos de trabalho, dentre os estados nordestinos. Entre 47.143 admissões e 39.951 desligamentos, o resultado mostra a recuperação na geração de empregos do estado, se comparado ao mesmo período do mês de março, que teve o saldo negativo de 2.920 postos. O resultado coloca a Bahia como o terceiro estado que mais gerou emprego no Brasil em abril,l.

Veja os cinco segmentos que mais empregaram:

Agropecuária (3.749 postos), Serviços (2.330 postos), Indústria de Transformação (1.139 postos), Administração Pública (472 postos) e Serviços Industriais de Utilidade Pública (159 postos).

Os que mais demitiram:

Três setores se destacaram pelo número de demissoes.:Construção Civil (-503 postos), Extrativa Mineral (-101 postos) e Comércio (-53 postos).

Os dados apontam também que o resultado do emprego foi positivo na Região Metropolitana de Salvador (RMS). Na RMS foram criados 1.098 postos de trabalho e no interior 6.094. Todos, com vínculo empregatício regido pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).

Entre os municípios com mais de 30 mil habitantes que tiveram os maiores saldos positivos de empregos:8

Itamaraju (1.305 postos)
Eunápolis (1.087 postos)
Salvador (713 postos).

Em contrapartida, outros registraram saldo negativo, como Simões Filho (-324 postos), Guanambi (-113 postos) e Ipirá (-108 postos).

Fonte Caged

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *