Governo vai acabar com Ciências sem Fronteiras

O programa Ciência sem Fronteiras, que custeava cursos de graduação no exterior, será extinto, informa o colunista Lauro Jardim, do Globo.

De acordo com a coluna, o ministro da Educação, Mendonça Filho, afirma que o valor gasto para enviar 30 mil estudantes para fora do país é suficiente para bancar a merenda escolar de 40 milhões de alunos da educação básica. Em 2015, o Ciências sem Fronteiras gastou R$ 3,2 bilhões.

O ministério considera que o programa não trouxe resultados por causa da deficiência em inglês dos brasileiros e ausência de diretrizes claras sobre o perfil de estudante a ser financiado. O pagamento das bolsas de pós-graduação, por sua vez, continuará como antes.

Dados

Dos alunos que participaram do Ciência Sem Fronteiras, 26,4% são negros; 25% são jovens de famílias com renda até três salários mínimos e mais da metade são de famílias com renda de até seis salários mínimo.

Ciência Sem Fronteiras, criado pelo governo da presidente Dilma Rousseff, para enviar estudantes brasileiros para universidades dos Estados Unidos e da Europa. A alegação oficial é a de que o programa não traz resultados e os recursos, da ordem de R$ 3,2 bilhões, podem ser usados em outras finalidades, como compra de merenda escolar para alunos da educação básica.

 

 

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *