Tremor misterioso:Possível queda de meteorito?

Cristina Pita

“Acho que foi a queda de um avião”. “Foi um meteorito que caiu. “Penso que foi explosão”. “Um abalo sísmico”. Inúmeras hipóteses e nenhuma explicação concreta para o fenômeno misterioso que aconteceu no início da manhã deste domingo (26) em vários bairros de Salvador e inúmeras cidades do interior baiano,  além da Ilha de Itaparica.

Ao mínimo, moradores de 20 bairros de capital baiana e 10 cidades do interior afirmaram sentir um tremor de terra, um intenso barulho, semelhante a uma explosão, e trepidação de portas e janelas no início da manhã. Apesar de ninguém ter ficado ferido, o fenômeno assustou e aguçou a imaginação da população e viralizou nas redes sociais.

O mistério começou por volta das 7h, precedido por um estrondo parecido com um trovão. Moradores de Salvador e cidades do interior, principalmente da região do Recôncavo, relataram nas redes sociais ter sentido as portas, janelas e vidros vibrarem.

O fato afetou várias cidades, como Sapeaçu, São Felipe, Jaguarope, Santo Antônio de Jesus, Conceição do Almeida e algumas localidades da Ilha de Itaparica, como Tairu e Cacha Prego. Porém, onde a população mais percebeu o fenômeno foi em Salvador.

Explicações

Segundo circula nos grupos do WhatsApp, a explicação mais sensata até o momento, é a do Instituto de Geografia da Universidade Federal da Bahia – UFBA. Conforme relataram nas redes sociais, os pesquisadores da universidade estão investigando a possibilidade da queda de meteoritos, e não foram registrados abalos sísmicos na Bahia.

Outra possibilidade que circula são as explosões de rochas. Onde há muitas rochas soterradas, pode haver uma liberação de estressecausada pela mineração e pela remoção de material confinante acima delas, o que pode ser visto como um pequeno terremoto perto da superfície. Embora sejam várias explicaçoes, ainda não se tem um posicionamento de órgãos oficiais.

Pela descrição dos moradores, que disseram ter ouvido estrondo e um leve tremor, estudiosos desses fenômenos também levantam a hipótese de que um avião tenha rompido a barreira do som na região, o que provocou o estrondo e a vibração.

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *