Colégios privados aderem à paralisação contra a Reforma da Previdência

Até o momento, profissionais de 12 grandes instituições de ensino de Salvador aderiram ao movimento que também acontece em Feira de Santana e Vitória da Conquista

Os professores de grandes colégios privados de Salvador aderiram à Paralisação dos Profissionais de Educação contra a Reforma da Previdência. Até o momento 12 instituições de ensino não vão funcionar nesta quarta-feira (15) por causa do movimento que se estende em várias cidades do país. A decisão foi deliberada em assembleia extraordinária realizada pelo sindicato da categoria (Sinpro) na última sexta (10).

Conforme comunicado oficial do sindicato, os educadores aderiram ao movimento por não concordarem com os termos da reforma, que vai alterar as regras da aposentadoria do país e extinguir muitos dos direitos adquiridos por instituições filantrópicas.

Além de Salvador, escolas de Feira de Santana e Vitória da Conquista também vão paralisar as atividades, que retornam normalmente nesta quinta-feira (16).

Veja ss escolas que aderiram à paralisação em Salvador:

Anchieta
Antônio Vieira
Gregor Mendel
Instituto Social da Bahia (Isba)
Lua Nova
Marista
Miró
Módulo
Oficina
Salesiano Nazaré
Salesiano Paralela
São Paulo

Compartilhar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *